Tempo  6 horas 43 minutos

Coordenadas 1647

Fecha de subida 22 de septiembre de 2016

Fecha de realización septiembre 2016

  • Valoración

     
  • Información

     
  • Fácil de seguir

     
  • Entorno

     
-
-
584 m
302 m
0
7,0
14
28,19 km

Vista 2120 veces, descargada 228 veces

preto de Palas de Rey, Galicia (España)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"
O Caminho Francês é a rota das estrelas, é o Caminho de Santiago por excelência. Partindo de Saint Jean Pied de Port, é uma viagem de quase 800 quilómetros até o oeste, com a Via Láctea que acompanha, desde o céu, a essência de uma rota milenar na terra… até Santiago de Compostela.
Como a rota é muito extensa, necessitando de 32 dias para a percorrer a proposta é dividir o Caminho Francês em três fases, um em cada ano, isto é, começar no ano de 2014 e terminar no ano de 2016.

Ano 2014
Saint Jean Pied de Port – Burgos (287,5 Kms)
Ano 2015
Burgos – Ponferrada (282,5 Kms)
Ano 2016
Ponferrada – Santiago de Compostela (216 Kms)
Santiago de Compostela – Finistera (91 Kms)

As etapas do 1º ano:
1ª Etapa: Saint Jean Pied de Port - Roncesvalles 
2ª Etapa: Roncesvalles - Zubiri 
3ª Etapa: Zubiri - Pamplona/Iruña 
4ª Etapa: Pamplona/Iruña - Puente la Reina/Gares 
5ª Etapa: Puente la Reina/Gares - Ayegui 
6ª Etapa: Estella/Lizarra - Torres del Río 
7ª Etapa: Torres del Río - Logroño 
8ª Etapa: Logroño - Nájera 
9ª Etapa: Nájera - Sto. Domingo de la Calzada 
10ª Etapa: Sto. Domingo de la Calzada - Belorado 
11ª Etapa: Belorado - Agés 
12ª Etapa: Agés - Burgos 

As etapas do 2º ano:
13ª Etapa: Burgos - Hontanas 
14ª Etapa: Hontanas - Boadilla del Camino 
15ª Etapa: Boadilla del Camino - Carrion de los Condes 
16ª Etapa: Carrion de los Condes - Terradillos de los Templarios 
17ª Etapa: Terradillos de los Templarios - Bercianos del Real Camino 
18ª Etapa: Bercianos del Real Camino - Reliegos 
19ª Etapa: Reliegos - León 
20ª Etapa: León - San Martin del Camino 
21ª Etapa: San Martin del Camino - Astorga 
22ª Etapa: Astorga - Foncebadón 
23ª Etapa: Foncebadón - Ponferrada 

As etapas do 3º ano:
24ª Etapa: Ponferrada - Villafranca del Bierzo
25ª Etapa: Villafranca del Bierzo - Laguna de Castilla
26ª Etapa: Laguna de Castilla - Triacastela
27ª Etapa: Triacastela - Sarria (Por Samos)
28ª Etapa: Sarria - Portomarín
29ª Etapa: Portomarín - Palas de Rei
30ª Etapa: Palas de Rei - Arzúa
31ª Etapa: Arzúa - O Pedrouzo
32ª Etapa: O Pedrouzo - Santiago de Compostela
Epílogo a Finisterre
33ª Etapa: Santiago de Compostela - Negreira
34ª Etapa: Negreira - Olveiroa
35ª Etapa: Olveiroa - Cabo Finisterre

30ª ETAPA (PALAS DE REI - ARZÚA)


A noite foi tranquila, o espaço tinha sido partilhado apenas com um Canadiano que fazia o caminho com o seu filho. Acordamos à hora habitual, 7 horas, depois do pequeno-almoço, saímos em direção ao cruzamento onde no dia anterior tínhamos deixado o traçado oficial do caminho. Passamos pela Igreja de San Tirso e seguimos pela rua até à Casa del Concelho de Palas de Rei onde atravessamos a N-547 em direção à paróquia de San Sebastián de Carballal, atravessando um par de aldeias desta paróquia até San Xulián do Camiño. Junto ao caminho encontra-se a igreja românica de finais do sec. XII. Passamos o lugar de Pallota e entramos na paróquia de Mato, a primeira localidade a surgir é Pontecampaña onde existe um albergue, segue-se o espetacular bosque de Fangorn até Casanova. Continuamos por pista asfaltada, cruzamos o Rego do Vilar em Porto de Bois, e seguimos para a pequena aldeia de Campanilla, última povoação lucense do caminho. Segue-se a primeira aldeia coruñesa, O Coto, pertencente à paróquia de Leboreiro, já no Concelho de Melide, localidade que se segue. Em Leboreiro destaca-se o “Cabazo”, canastro gigantesco que se utilizava para conservar o milho. Deixamos Leboreiro e cruzamos o Rio Seco por uma ponte medieval, segue-se o Parque Empresarial de Melide, também chamado de La Magdalena. Um quilometro depois muda o panorama e baixamos até ao Rio Furelos, afluente do Rio Ulla, que atravessamos por uma ponte medieval e entramos na paróquia de San Xoán de Furelos, na periferia de Melide. Já na avenida de Lugo, passamos junto à capela de San Roque e cruzeiro do sec. XIV. Destaque para o Convento del Sancti e sua igreja, edifício del Ayuntamiento del Sec. XVIII e capela de San António. Atravessamos Melide e continuamos até à N-547 que cruzamos para a CP-4603 em direção a San Martiño com a sua igreja de Santa Maria de Melide. Templo românico de finais do sec. XII, de uma só nave e abóboda semicircular, seguimos para Raido e Parabispo, já do Concelho de Arzúa. Entramos na paróquia de Boente, passamos por trás da igreja de Santiago e descemos até ao Rio Boente, voltamos a encontrar a N-547 e alcançamos os lugares das paróquias de Figueiroa e Castañeda, seguimos para Ribadiso da Baixo, aldeia da paróquia de Rendal. Continuamos o caminho até à N-547 onde viramos à esquerda em direção à Avenida de Lugo, logo nas primeiras casas encontramos o Albergue de Selmo, local escolhido para a pernoita.

1 comentario

  • PicosAlpinos 23-sep-2016

    He realizado esta ruta  ver detalle

    Em Leboreiro destaca-se o “Cabazo”, canastro gigantesco que se utilizava para conservar o milho. Em Melide destaca-se o Convento del Sancti e sua igreja, edifício del Ayuntamiento del Sec. XVIII e capela de San António.

Si quieres, puedes o esta ruta